O Google tem o compromisso de promover a igualdade racial para as comunidades negras. Saiba como.
Esta página foi traduzida pela API Cloud Translation.
Switch to English

nl :: ArgParser

Resumo

Enumerações

OptionArgumentType enum
Define os requisitos de argumento para uma opção de linha de comando.

Typedefs

NonOptionArgHandlerFunct )(const char *progName, int argc, char *argv[]) typedef
bool(*
Uma função que pode ser chamada para lidar com quaisquer argumentos de linha de comando não opcionais restantes.
OptionHandlerFunct )(const char *progName, OptionSet *optSet, int id, const char *name, const char *arg) typedef
bool(*
Uma função que pode ser chamada para lidar com um conjunto de opções de linha de comando.

Variáveis

PrintArgError = DefaultPrintArgError)(const char *msg,...)
void(*
Ponteiro para função usado para imprimir erros que ocorrem durante a análise de argumento.
gActiveOptionSets = NULL
A lista de OptionSets passada para a chamada ParseArgs () atualmente ativa.

Funções

CountAllOptions ( OptionSet *optSets[])
size_t
CountAllOptions ( OptionSet **optSets)
size_t
CountOptionSets ( OptionSet *optSets[])
size_t
CountOptionSets ( OptionSet **optSets)
size_t
DefaultPrintArgError (const char *msg, ...)
void
Imprime uma mensagem de erro associada à análise do argumento.
FindOptionById ( OptionSet **optSets, int optId, OptionSet *& optSet, OptionDef *& optDef)
void
FindOptionByIndex ( OptionSet **optSets, int optIndex, OptionSet *& optSet, OptionDef *& optDef)
void
GetNextArg (char *& parsePoint)
bool
IsShortOptionChar (int ch)
bool
MakeLongOptions ( OptionSet **optSets)
struct option *
MakeShortOptions ( OptionSet **optSets)
char *
MakeUniqueHelpGroupNamesList ( OptionSet *optSets[])
const char **
ParseArgs (const char *progName, int argc, char *argv[], OptionSet *optSets[], NonOptionArgHandlerFunct nonOptArgHandler, bool ignoreUnknown)
bool
Analisa um conjunto de argumentos de estilo de linha de comando, chamando funções de tratamento para processar cada opção e argumento de não opção.
ParseArgs (const char *progName, int argc, char *argv[], OptionSet *optSets[], NonOptionArgHandlerFunct nonOptArgHandler)
bool
ParseArgs (const char *progName, int argc, char *argv[], OptionSet *optSets[])
bool
ParseArgsFromEnvVar (const char *progName, const char *varName, OptionSet *optSets[], NonOptionArgHandlerFunct nonOptArgHandler, bool ignoreUnknown)
bool
Analisa um conjunto de argumentos de uma variável de ambiente nomeada.
ParseArgsFromEnvVar (const char *progName, const char *varName, OptionSet *optSets[])
bool
ParseArgsFromEnvVar (const char *progName, const char *varName, OptionSet *optSets[], NonOptionArgHandlerFunct nonOptArgHandler)
bool
ParseArgsFromString (const char *progName, const char *argStr, OptionSet *optSets[], NonOptionArgHandlerFunct nonOptArgHandler, bool ignoreUnknown)
bool
Analisa um conjunto de argumentos de uma determinada string.
ParseArgsFromString (const char *progName, const char *argStr, OptionSet *optSets[], NonOptionArgHandlerFunct nonOptArgHandler)
bool
ParseArgsFromString (const char *progName, const char *argStr, OptionSet *optSets[])
bool
ParseBoolean (const char *str, bool & output)
bool
Analisa uma string como um valor booleano.
ParseFabricId (const char *str, uint64_t & fabricId, bool allowReserved)
bool
Analisa a identificação de um tecido Weave em formato de texto.
ParseHexString (const char *hexStr, uint32_t strLen, uint8_t *outBuf, uint32_t outBufSize, uint32_t & outDataLen)
bool
Analisa uma string de bytes fornecida em formato hexadecimal.
ParseIPAddress (const char *str, IPAddress & output)
bool
Analisa um endereço IP em formato de texto.
ParseInt (const char *str, uint64_t & output, int base)
bool
Analise e tente converter uma string em um inteiro sem sinal de 64 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.
ParseInt (const char *str, uint32_t & output, int base)
bool
Analise e tente converter uma string em um inteiro sem sinal de 32 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.
ParseInt (const char *str, int32_t & output, int base)
bool
Analise e tente converter uma string em um inteiro assinado de 32 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.
ParseInt (const char *str, uint64_t & output)
bool
Analise e tente converter uma string interpretada como um valor decimal em um inteiro sem sinal de 64 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.
ParseInt (const char *str, uint32_t & output)
bool
Analise e tente converter uma string interpretada como um valor decimal em um inteiro sem sinal de 32 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.
ParseInt (const char *str, int32_t & output)
bool
Analise e tente converter uma string interpretada como um valor decimal em um inteiro assinado de 32 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.
ParseInt (const char *str, uint16_t & output)
bool
Analise e tente converter uma string interpretada como um valor decimal em um inteiro sem sinal de 16 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.
ParseInt (const char *str, int16_t & output)
bool
Analise e tente converter uma string interpretada como um valor decimal em um inteiro assinado de 16 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.
ParseInt (const char *str, uint8_t & output)
bool
Analise e tente converter uma string interpretada como um valor decimal em um inteiro sem sinal de 8 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.
ParseNodeId (const char *str, uint64_t & nodeId)
bool
Analisa a id de um nó Weave em formato de texto.
ParseSubnetId (const char *str, uint16_t & subnetId)
bool
Analise e tente converter uma string em uma ID de sub-rede não assinada de 16 bits, interpretando a string como hexadecimal.
PrintOptionHelp ( OptionSet *optSets[], FILE *s)
void
Imprima o texto de ajuda para uma lista especificada de opções para um fluxo.
PutStringWithBlankLine (FILE *s, const char *str)
void
PutStringWithNewLine (FILE *s, const char *str)
void
SplitArgs (char *argStr, char **& argList, char *initialArg)
int32_t

Aulas

nl :: ArgParser :: HelpOptions

OptionSet comum para lidar com opções informativas (ajuda, versão).

nl :: ArgParser :: OptionSetBase

Um OptionSet em que o manipulador é uma função virtual.

Structs

nl :: ArgParser :: OptionDef

Define uma opção de linha de comando.

nl :: ArgParser :: OptionSet

Define um grupo de opções de linha de comando reutilizáveis ​​e relacionadas de forma lógica.

Enumerações

OptionArgumentType

 OptionArgumentType

Define os requisitos de argumento para uma opção de linha de comando.

Typedefs

NonOptionArgHandlerFunct

bool(* NonOptionArgHandlerFunct)(const char *progName, int argc, char *argv[])

Uma função que pode ser chamada para lidar com quaisquer argumentos de linha de comando não opcionais restantes.

OptionHandlerFunct

bool(* OptionHandlerFunct)(const char *progName, OptionSet *optSet, int id, const char *name, const char *arg)

Uma função que pode ser chamada para lidar com um conjunto de opções de linha de comando.

Variáveis

PrintArgError

void(* PrintArgError)(const char *msg,...) = DefaultPrintArgError

Ponteiro para função usado para imprimir erros que ocorrem durante a análise de argumento.

Os aplicativos devem chamar PrintArgError () para relatar erros em suas funções de manipulação de argumentos de opções e não opções, em vez de imprimir diretamente em stdout / stderr.

O padrão é um ponteiro para a função DefaultPrintArgError() .

gActiveOptionSets

OptionSet ** gActiveOptionSets = NULL

A lista de OptionSets passada para a chamada ParseArgs () atualmente ativa.

Este valor será NULL quando nenhuma chamada para ParseArgs () estiver em andamento.

Funções

CountAllOptions

size_t CountAllOptions(
  OptionSet *optSets[]
)

CountAllOptions

size_t CountAllOptions(
  OptionSet **optSets
)

CountOptionSets

size_t CountOptionSets(
  OptionSet *optSets[]
)

CountOptionSets

size_t CountOptionSets(
  OptionSet **optSets
)

DefaultPrintArgError

void DefaultPrintArgError(
  const char *msg,
  ...
)

Imprime uma mensagem de erro associada à análise do argumento.

Função padrão usada para imprimir mensagens de erro que surgem devido à análise de argumentos.

Detalhes
Parâmetros
[in] msg
A mensagem a ser impressa.

Os aplicativos devem chamar por meio do ponteiro de função PrintArgError, em vez de chamar essa função diretamente.

FindOptionById

void FindOptionById(
  OptionSet **optSets,
  int optId,
  OptionSet *& optSet,
  OptionDef *& optDef
)

FindOptionByIndex

void FindOptionByIndex(
  OptionSet **optSets,
  int optIndex,
  OptionSet *& optSet,
  OptionDef *& optDef
)

GetNextArg

bool GetNextArg(
  char *& parsePoint
)

IsShortOptionChar

bool IsShortOptionChar(
  int ch
)

MakeLongOptions

struct option * MakeLongOptions(
  OptionSet **optSets
)

MakeShortOptions

char * MakeShortOptions(
  OptionSet **optSets
)

MakeUniqueHelpGroupNamesList

const char ** MakeUniqueHelpGroupNamesList(
  OptionSet *optSets[]
)

ParseArgs

bool ParseArgs(
  const char *progName,
  int argc,
  char *argv[],
  OptionSet *optSets[],
  NonOptionArgHandlerFunct nonOptArgHandler,
  bool ignoreUnknown
)

Analisa um conjunto de argumentos de estilo de linha de comando, chamando funções de manipulação para processar cada opção e argumento de não opção.

ParseArgs () pega uma lista de argumentos ( argv ) e os analisa de acordo com um conjunto de definições de opções fornecidas. A função suporta as opções long (opt) e short (-o) e implementa a mesma sintaxe de opção que a função GNU getopt_long (3).

Detalhes
Parâmetros
[in] progName
O nome do programa ou contexto no qual os argumentos estão sendo analisados. Esta string será usada para prefixar mensagens de erro e avisos.
[in] argc
O número de argumentos a serem analisados, mais 1.
[in] argv
Uma matriz de strings de argumento a serem analisadas. O comprimento da matriz deve ser 1 maior que o valor especificado para argc e argv [argc] deve ser definido como NULL. A análise do argumento começa com o segundo elemento da matriz (argv [1]); o elemento 0 é ignorado.
[in] optSets
Uma lista de ponteiros para estruturas OptionSet que definem as opções legais. A lista fornecida deve ser encerrada com um NULL.
[in] nonOptArgHandler
Um ponteiro para uma função que será chamada quando a análise de opção for concluída com quaisquer argumentos não opcionais restantes. A função é chamada independentemente de haver algum argumento remanescente. Se um NULL for passado, ParseArgs() relatará um erro se qualquer argumento não opcional estiver presente.
[in] ignoreUnknown
Se verdadeiro, ignore silenciosamente todas as opções não reconhecidas.
Devoluções
true se todas as opções e argumentos não opcionais foram analisados ​​com sucesso; false se uma opção não foi reconhecida ou se uma das funções do manipulador falhou (ou seja, retornou false).

As definições de opções são passadas para ParseArgs () como uma matriz de estruturas de OptionSet ( optSets ). Cada OptionSet contém uma matriz de definições de opção e uma função de manipulador. ParseArgs () processa argumentos de opção na ordem dada, chamando a respectiva função de tratamento para cada opção reconhecida. Depois que todas as opções forem analisadas, uma função de manipulador não opcional separada ( nonOptArgHandler ) é chamada uma vez para processar quaisquer argumentos restantes.

CONJUNTOS DE OPÇÕES

Um OptionSet contém um conjunto de definições de opções junto com um ponteiro para uma função do manipulador que será chamada quando uma das opções associadas for encontrada. Os conjuntos de opções também contêm texto de ajuda que descreve a sintaxe e a finalidade de cada opção (consulte AJUDA DE OPÇÕES abaixo). Os conjuntos de opções são projetados para permitir a criação de coleções reutilizáveis ​​de opções relacionadas. Isso simplifica o esforço necessário para manter vários aplicativos que aceitam opções semelhantes (por exemplo, aplicativos de teste).

Existem dois padrões para definir OptionSetsone pode inicializar uma instância da própria estrutura OptionSet , por exemplo, como um global estático, ou subclasseOptionSetBase e fornecer um construtor. O último usa uma função HandleOption() virtual pura para delegar a manipulação de opções à subclasse.

Listas de OptionSets são passadas para a função ParseArgs () como uma matriz terminada em NULL de ponteiros. Por exemplo:

static OptionSet gToolOptions =
{
    HandleOption,        // handler function
    gToolOptionDefs,  // array of option definitions
    "GENERAL OPTIONS",   // help group
    gToolOptionHelp   // option help text
};

static OptionSet *gOptionSets[] =
{
    &gToolOptions,
    &gNetworkOptions,
    &gTestingOptions,
    &gHelpOptions,
    NULL
};

int main(int argc, char *argv[])
{
    if (!ParseArgs("test-app", argc, argv, gOptionSets))
    {
        ...
    }
}

DEFINIÇÕES DA OPÇÃO

As opções são definidas usando a estrutura OptionDef . As definições de opções são organizadas como uma matriz de elementos OptionDef , em que cada elemento contém: o nome da opção, um ID de número inteiro que é usado para identificar a opção e se a opção espera / permite um argumento. O fim do array de opções é assinalado por um campo NULL Name. Ex:

enum
{
    kOpt_Listen = 1000,
    kOpt_Length,
    kOpt_Count,
};

static OptionDef gToolOptionDefs[] =
{
    // NAME         REQUIRES/ALLOWS ARG?  ID/SHORT OPTION CHAR
    // ============================================================
    {  "listen",    kNoArgument,          kOpt_Listen     },
    {  "length",    kArgumentRequired,    kOpt_Length     },
    {  "count",     kArgumentRequired,    kOpt_Count      },
    {  "num",       kArgumentRequired,    kOpt_Count      }, // alias for --count
    {  "debug",     kArgumentOptional,    'd'             },
    {  "help",      kNoArgument,          'h'             },
    {  NULL }
};

OPÇÃO IDS

Os IDs de opção identificam opções para o código que os manipula (a função OptionHandler). IDs de opção são relativos ao OptionSet em que aparecem e, portanto, podem ser reutilizados em diferentes OptionSets (no entanto, consulte OPÇÕES RESUMIDAS abaixo). A convenção comum é começar a numerar os ids de opção em 1000; no entanto, qualquer número> 128 pode ser usado. As opções de alias podem ser criadas usando o mesmo id de opção com nomes de opção diferentes.

OPÇÕES CURTAS

Ao contrário de getopt_long (3), ParseArgs () não usa uma string separada especificando a lista de caracteres de opção curtos. Em vez disso, qualquer opção cujo valor de id caia na faixa de caracteres gráficos ASCII permitirá que esse caractere seja usado como uma opção curta.

ParseArgs () requer que os caracteres de opção curtos sejam exclusivos em todos os OptionSets. Por causa disso, o uso de opções curtas é desencorajado para quaisquer OptionSets que são compartilhados entre programas devido à chance significativa de colisões. Os caracteres de opções curtas podem ser reutilizados em um único OptionSet para permitir a criação de nomes de opções longos de alias.

AJUDA DE OPÇÃO

Cada OptionSet contém uma string OptionHelp que descreve a finalidade e a sintaxe das opções associadas. Essas strings são usadas pela função PrintOptionHelp() para gerar informações de uso da opção.

Por convenção, as strings de ajuda da opção consistem em um exemplo de sintaxe seguido por uma descrição textual da opção. Se a opção tiver uma versão curta ou um nome alternativo, ela será fornecida antes do nome longo principal. Para consistência, as linhas de sintaxe são indentadas com 2 espaços, enquanto as linhas de descrição são indentadas com 7 espaços. Uma única linha em branco segue a descrição de cada opção, incluindo a última.

Por exemplo:

static const char *const gToolOptionHelp =
    "  --listen\n"
    "       Listen and respond to requests sent from another node.\n"
    "\n"
    "  --length \n"
    "       Send requests with the specified number of bytes in the payload.\n"
    "\n"
    "  --num, --count \n"
    "       Send the specified number of requests and exit.\n"
    "\n"
    "  -d, --debug []\n"
    "       Set debug logging to the given level. (Default: 1)\n"
    "\n"
    "  -h, --help\n"
    "       Print help information.\n"
    "\n";

GRUPOS DE AJUDA DE OPÇÕES

OptionSets contém uma string HelpGroupName que é usada para agrupar opções na saída de ajuda. A função PrintOptionHelp() usa HelpGroupName como um título de seção na saída de uso gerada. Se vários OptionSets tiverem o mesmo HelpGroupName, PrintOptionHelp () imprimirá a ajuda da opção para os diferentes OptionSets juntos sob um título de seção comum.

ParseArgs

bool ParseArgs(
  const char *progName,
  int argc,
  char *argv[],
  OptionSet *optSets[],
  NonOptionArgHandlerFunct nonOptArgHandler
)

ParseArgs

bool ParseArgs(
  const char *progName,
  int argc,
  char *argv[],
  OptionSet *optSets[]
)

ParseArgsFromEnvVar

bool ParseArgsFromEnvVar(
  const char *progName,
  const char *varName,
  OptionSet *optSets[],
  NonOptionArgHandlerFunct nonOptArgHandler,
  bool ignoreUnknown
)

Analisa um conjunto de argumentos de uma variável de ambiente nomeada.

ParseArgsFromEnvVar () lê uma variável de ambiente nomeada e passa o valor para ParseArgsFromString() para análise. Se a variável de ambiente não for definida, a função não fará nada.

Detalhes
Parâmetros
[in] progName
O nome do programa ou contexto no qual os argumentos estão sendo analisados. Esta string será usada para prefixar mensagens de erro e avisos.
[in] varName
O nome da variável de ambiente.
[in] optSets
Uma lista de ponteiros para estruturas OptionSet que definem as opções legais. A lista fornecida deve ser encerrada com um NULL.
[in] nonOptArgHandler
Um ponteiro para uma função que será chamada assim que a análise de opção for concluída com quaisquer argumentos não opcionais restantes. A função é chamada independentemente de haver algum argumento remanescente. Se um NULL for passado, ParseArgs() relatará um erro se qualquer argumento não opcional estiver presente.
[in] ignoreUnknown
Se verdadeiro, ignore silenciosamente todas as opções não reconhecidas.
Devoluções
true se todas as opções e argumentos não opcionais foram analisados ​​com sucesso ou se a variável de ambiente especificada não foi definida; false se uma opção não foi reconhecida, se uma das funções do manipulador falhou (ou seja, retornou false) ou se ocorreu um erro interno.

ParseArgsFromEnvVar

bool ParseArgsFromEnvVar(
  const char *progName,
  const char *varName,
  OptionSet *optSets[]
)

ParseArgsFromEnvVar

bool ParseArgsFromEnvVar(
  const char *progName,
  const char *varName,
  OptionSet *optSets[],
  NonOptionArgHandlerFunct nonOptArgHandler
)

ParseArgsFromString

bool ParseArgsFromString(
  const char *progName,
  const char *argStr,
  OptionSet *optSets[],
  NonOptionArgHandlerFunct nonOptArgHandler,
  bool ignoreUnknown
)

Analisa um conjunto de argumentos de uma determinada string.

ParseArgsFromString () divide uma determinada string ( argStr ) em um conjunto de argumentos e os analisa usando a função ParseArgs ().

Detalhes
Parâmetros
[in] progName
O nome do programa ou contexto no qual os argumentos estão sendo analisados. Esta string será usada para prefixar mensagens de erro e avisos.
[in] argStr
Uma string contendo opções e argumentos a serem analisados.
[in] optSets
Uma lista de ponteiros para estruturas OptionSet que definem as opções legais. A lista fornecida deve ser encerrada com um NULL.
[in] nonOptArgHandler
Um ponteiro para uma função que será chamada assim que a análise de opção for concluída com quaisquer argumentos não opcionais restantes. A função é chamada independentemente de haver algum argumento remanescente. Se um NULL for passado, ParseArgs() relatará um erro se qualquer argumento não opcional estiver presente.
[in] ignoreUnknown
Se verdadeiro, ignore silenciosamente todas as opções não reconhecidas.
Devoluções
true se todas as opções e argumentos não opcionais foram analisados ​​com sucesso; false se uma opção não foi reconhecida, se uma das funções do manipulador falhou (ou seja, retornou false) ou se ocorreu um erro interno.

A sintaxe das strings de entrada é semelhante à sintaxe de comando do shell Unix, mas com um esquema de aspas simplificado. Especificamente:

  • Os argumentos são delimitados por espaços em branco, a menos que o espaço em branco esteja entre aspas ou com escape.
  • Uma barra invertida escapa do caractere seguinte, fazendo com que seja tratado como um caractere normal. A própria barra invertida é removida.
  • Aspas simples ou duplas começam / terminam substrings entre aspas. Em uma substring, os únicos caracteres especiais são a barra invertida, que escapa ao próximo caractere, e a aspa final correspondente. Os caracteres de aspas de início / fim são removidos.

Por exemplo:

--listen --count 10 --sw-version '1.0 (DEVELOPMENT)' "--hostname=nest.com"

ParseArgsFromString

bool ParseArgsFromString(
  const char *progName,
  const char *argStr,
  OptionSet *optSets[],
  NonOptionArgHandlerFunct nonOptArgHandler
)

ParseArgsFromString

bool ParseArgsFromString(
  const char *progName,
  const char *argStr,
  OptionSet *optSets[]
)

ParseBoolean

bool ParseBoolean(
  const char *str,
  bool & output
)

Analisa uma string como um valor booleano.

Esta função aceita os seguintes valores de entrada (não diferencia maiúsculas de minúsculas): "verdadeiro", "sim", "t", "y", "1", "falso", "não", "f", "n", " 0 ".

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL representando o valor a ser analisado.
[out] output
Uma referência ao armazenamento de um bool para o qual o valor analisado será armazenado em caso de sucesso.
Devoluções
verdadeiro no sucesso; caso contrário, falso em caso de falha.

ParseFabricId

bool ParseFabricId(
  const char *str,
  uint64_t & fabricId,
  bool allowReserved
)

Analisa uma identificação de tecido Weave em formato de texto.

A função ParseFabricId () aceita um ID de malha de 64 bits fornecido em formato hexadecimal, com ou sem um '0x' inicial.

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL contendo a id de malha a ser analisada.
[out] output
Uma referência a um uint64_t lvalue em que o valor analisado será armazenado em caso de sucesso.
[in] allowReserved
Se verdadeiro, permite a análise de ids de tecido no intervalo reservado.
Devoluções
true se o valor foi analisado com sucesso; falso se não.

ParseHexString

bool ParseHexString(
  const char *hexStr,
  uint32_t strLen,
  uint8_t *outBuf,
  uint32_t outBufSize,
  uint32_t & outDataLen
)

Analisa uma string de bytes fornecida em formato hexadecimal.

ParseHexString () espera que a entrada esteja na forma de pares de dígitos hexadecimais (maiúsculas ou minúsculas). Os pares hexadecimais podem ser separados opcionalmente por qualquer um dos seguintes caracteres: dois pontos, ponto e vírgula, vírgula, ponto ou traço. Além disso, os caracteres de espaço em branco em qualquer lugar da string de entrada são ignorados.

Detalhes
Parâmetros
[in] hexStr
Um ponteiro para a string a ser analisada.
[in] strLen
O número de caracteres em hexStr para analisar.
[in] outBuf
Um ponteiro para um buffer no qual os bytes de análise serão armazenados.
[in] outBufSize
O tamanho do buffer apontado por outBuf .
[out] outDataLen
Uma referência a um inteiro que receberá o número total de bytes analisados. No caso de outBuf não ser grande o suficiente para conter o número de bytes outDataLen , outDataLen será definido como UINT32_MAX.
Devoluções
true se o valor foi analisado com sucesso; false se os dados de entrada estiverem malformados ou se outBuf for muito pequeno.

ParseIPAddress

bool ParseIPAddress(
  const char *str,
  IPAddress & output
)

Analisa um endereço IP em formato de texto.

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL contendo o endereço a ser analisado.
[out] output
Uma referência a um objeto IPAddress no qual o valor analisado será armazenado com sucesso.
Devoluções
true se o valor foi analisado com sucesso; falso se não.

ParseInt

bool ParseInt(
  const char *str,
  uint64_t & output,
  int base
)

Analise e tente converter uma string em um inteiro sem sinal de 64 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL representando o inteiro a ser analisado.
[out] output
Uma referência ao armazenamento para um inteiro não assinado de 64 bits no qual o valor analisado será armazenado em caso de sucesso.
[in] base
A base de acordo com a qual a string deve ser interpretada e analisada. Se 0 ou 16, a string pode ser hexadecimal e prefixada com "0x". Caso contrário, um 0 está implícito como 10, a menos que um 0 inicial seja encontrado, no qual 8 esteja implícito.
Devoluções
verdadeiro no sucesso; caso contrário, falso em caso de falha.

ParseInt

bool ParseInt(
  const char *str,
  uint32_t & output,
  int base
)

Analise e tente converter uma string em um inteiro sem sinal de 32 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL representando o inteiro a ser analisado.
[out] output
Uma referência ao armazenamento de um inteiro não assinado de 32 bits no qual o valor analisado será armazenado em caso de sucesso.
[in] base
A base de acordo com a qual a string deve ser interpretada e analisada. Se 0 ou 16, a string pode ser hexadecimal e prefixada com "0x". Caso contrário, um 0 está implícito como 10, a menos que um 0 inicial seja encontrado, no qual 8 esteja implícito.
Devoluções
verdadeiro no sucesso; caso contrário, falso em caso de falha.

ParseInt

bool ParseInt(
  const char *str,
  int32_t & output,
  int base
)

Analise e tente converter uma string em um inteiro assinado de 32 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL representando o inteiro a ser analisado.
[out] output
Uma referência ao armazenamento de um inteiro assinado de 32 bits no qual o valor analisado será armazenado em caso de sucesso.
[in] base
A base de acordo com a qual a string deve ser interpretada e analisada. Se 0 ou 16, a string pode ser hexadecimal e prefixada com "0x". Caso contrário, um 0 está implícito como 10, a menos que um 0 inicial seja encontrado, no qual 8 esteja implícito.
Devoluções
verdadeiro no sucesso; caso contrário, falso em caso de falha.

ParseInt

bool ParseInt(
  const char *str,
  uint64_t & output
)

Analise e tente converter uma string interpretada como um valor decimal em um inteiro sem sinal de 64 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL representando o inteiro a ser analisado.
[out] output
Uma referência ao armazenamento para um inteiro não assinado de 64 bits no qual o valor analisado será armazenado em caso de sucesso.
Devoluções
verdadeiro no sucesso; caso contrário, falso em caso de falha.

ParseInt

bool ParseInt(
  const char *str,
  uint32_t & output
)

Analise e tente converter uma string interpretada como um valor decimal em um inteiro sem sinal de 32 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL representando o inteiro a ser analisado.
[out] output
Uma referência ao armazenamento de um inteiro não assinado de 32 bits no qual o valor analisado será armazenado em caso de sucesso.
Devoluções
verdadeiro no sucesso; caso contrário, falso em caso de falha.

ParseInt

bool ParseInt(
  const char *str,
  int32_t & output
)

Analise e tente converter uma string interpretada como um valor decimal em um inteiro assinado de 32 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL representando o inteiro a ser analisado.
[out] output
Uma referência ao armazenamento de um inteiro assinado de 32 bits no qual o valor analisado será armazenado em caso de sucesso.
Devoluções
verdadeiro no sucesso; caso contrário, falso em caso de falha.

ParseInt

bool ParseInt(
  const char *str,
  uint16_t & output
)

Analise e tente converter uma string interpretada como um valor decimal em um inteiro sem sinal de 16 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL representando o inteiro a ser analisado.
[out] output
Uma referência ao armazenamento de um inteiro não assinado de 16 bits, no qual o valor analisado será armazenado em caso de sucesso.
Devoluções
verdadeiro no sucesso; caso contrário, falso em caso de falha.

ParseInt

bool ParseInt(
  const char *str,
  int16_t & output
)

Analise e tente converter uma string interpretada como um valor decimal em um inteiro assinado de 16 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL representando o inteiro a ser analisado.
[out] output
Uma referência ao armazenamento para um inteiro assinado de 16 bits no qual o valor analisado será armazenado em caso de sucesso.
Devoluções
verdadeiro no sucesso; caso contrário, falso em caso de falha.

ParseInt

bool ParseInt(
  const char *str,
  uint8_t & output
)

Analise e tente converter uma string interpretada como um valor decimal em um inteiro sem sinal de 8 bits, aplicando a interpretação apropriada com base no parâmetro base.

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL representando o inteiro a ser analisado.
[out] output
Uma referência ao armazenamento de um inteiro não assinado de 8 bits, no qual o valor analisado será armazenado em caso de sucesso.
Devoluções
verdadeiro no sucesso; caso contrário, falso em caso de falha.

ParseNodeId

bool ParseNodeId(
  const char *str,
  uint64_t & nodeId
)

Analisa a id de um nó Weave em formato de texto.

A função ParseNodeId () aceita um id de nó de 64 bits fornecido em formato hexadecimal (com ou sem um '0x' à esquerda), ou as palavras 'qualquer' ou 'todos' que são interpretadas como significando o id de Qualquer nó (0xFFFFFFFFFFFFFFFF) .

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL contendo o id do nó a ser analisado.
[out] output
Uma referência a um uint64_t lvalue em que o valor analisado será armazenado em caso de sucesso.
Devoluções
true se o valor foi analisado com sucesso; falso se não.

ParseSubnetId

bool ParseSubnetId(
  const char *str,
  uint16_t & subnetId
)

Analise e tente converter uma string em uma ID de sub-rede não assinada de 16 bits, interpretando a string como hexadecimal.

Detalhes
Parâmetros
[in] str
Um ponteiro para uma string C terminada em NULL que representa a ID da sub-rede, formatada como hexadecimal, para analisar.
[in,out] subnetId
Uma referência ao armazenamento de um inteiro não assinado de 16 bits para o qual o valor de ID de sub-rede analisado será armazenado com sucesso.
Devoluções
verdadeiro no sucesso; caso contrário, falso em caso de falha.

PrintOptionHelp

void PrintOptionHelp(
  OptionSet *optSets[],
  FILE *s
)

Imprima o texto de ajuda para uma lista especificada de opções para um fluxo.

Detalhes
Parâmetros
[in] optSets
Uma lista de ponteiros para estruturas OptionSet que contêm o texto de ajuda a ser impresso.
[in] s
O fluxo FILE no qual o texto de ajuda deve ser impresso.

PutStringWithBlankLine

void PutStringWithBlankLine(
  FILE *s,
  const char *str
)

PutStringWithNewLine

void PutStringWithNewLine(
  FILE *s,
  const char *str
)

SplitArgs

int32_t SplitArgs(
  char *argStr,
  char **& argList,
  char *initialArg
)